Chat

13 de jan de 2011

The Ring Virus


Quem não conhece a história assustadora da fita que mata em sete dias? Pois é, The Ring Virus (1999) é a versão coreana dessa história que obteve sucesso com o filme japonês Ring (1998) de Hideo Nakata e posteriormente com o remake americano O Chamado (2002) de Gore Verbinski.

Descobri recentemente que além da versão coreana, das três sequências japonesas, das duas americanas, o mangá e mais os livros com a história original de Koji Suzuki, há ainda baseado nessa obra um filme japonês
chamado Ring: Kanzenban (1995) feito para TV, uma série de TV também japonesa com 12 episódios com o nome Ring: Saishusho (1999), a mesma série tem uma sequência chamada Rasen (1999) com 13 episódios, e há também um filme chamado Razen (1999) que foi realizado paralelamente à Ring como uma sequência, mas que foi esquecido com o sucesso de Ring e Ring 2.

A história de The Ring Virus não muda muito da versão japonesa. Foi realizado por Kim Dong-Bin e a trama acompanha a vida da jornalista Sun Joo (Shin Eun-Kyung) que após a morte misteriosa da sobrinha parte em busca de respostas para o que pode ter ocorrido. Ela acaba chegando à fita amaldiçoada e após assisti-lá ela tem 7 dias para desvendar o mistério e salvar a sua vida e a da sua filha. Algumas das diferenças mais relevantes dessa versão em comparação com Ring e O Chamado é que no lugar de um filho a jornalista tem uma filha e o homem que acompanhará Sun Joo nessa busca não é seu ex-marido, mas o médico que fez a autópsia em sua sobrinha.

Pontos Fortes: O filme consegue criar um clima de tensão muito convincente mesmo depois de ter assistido Ring e O Chamado. No lugar da Eun-Suh (Bae Doo-Na), que é a versão coreana da Sadako, ligar para suas vítimas e avisar que elas possuem sete dias de vida, o telefone toca um som daqueles bem assutadores de caixinha de música. O filme também aborda uma questão que que está presente no livro, o gênero de Bae Doo-Na. E não poderia esquecer de mencionar a participação de Kim Chang-Wan no papel de colega de trabalho de Sun Joo, ele é bastante conhecido pelo seu papel de Hong Gae-Sik em Coffee Prince. O final do filme também me agradou, há um detalhes específico que ficou legal.

Pontos Fracos: O filme não chega a assustar assim como a versão japonesa. Sinto falta da Eun-Suh aparecer mais vezes. Fica mais naquela tensão, mas no fim das contas não passa muito disso. A relação de Sun Joo com Choi Yeol (Jeong Jin-Yeong), o médico legista, é muito chata, o personagem dele não combina com o filme. Ele chega até a fazer insinuações sexuais pra cima dela, o que quebra com o clima do filme, sem dizer que ele é rabugento... não gostei mesmo.
No fim das contas o filme até que é legal, recomendo principalmente pra quem já é fã das outras versões da história.

Onde Baixar: Você encontra para download no blog Japanese Horror Films.

6 comentários:

  1. desse eu juro q num sabia tenhos as versões japas e americanas mas vou baixar esse
    vlw por postar sobre isso
    fui surpreendido aki XD
    esse blog é demais ^^

    ResponderExcluir
  2. Olha,filmes de terror são os meus fortes...mas confesso que a Samara e a Sadako(é sadako neh?!) me deixaram bastante impressionada!ausuauhsuhahu', quuando chegu o setimo dia: MEU DEUUUS! Mas vou conferir esta versão certamente!
    thanks! :*

    ResponderExcluir
  3. Esses filmes são otimos ja esta na minha lista.

    ResponderExcluir
  4. Eu morro de medo de filmes de terror e eu tambem morro de medo da Sadako [da samara nem tanto]

    Quem sabe esse eu veja também, eu também não sabia dessa versão.

    ResponderExcluir
  5. Ei Samuka vamos marcar para assistir juntos?
    pois até agora não tivemos sorte com os filmes que escolhemos, né?

    ResponderExcluir
  6. Terror definitivamente não é a minha praia, mas é bem interessante a sua pesquisa de quantos filmes e séries existem com o mesmo tema. Já ouvi falar que "O Chamado" é muito bom, mas não tive coragem de ver também.
    Pra quem gosta deve ser um prato cheio...

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados para evitar palavrões e ofensa ao próximo, não impeço comentários que apenas vai contra a opinião de outros mas sim aqueles que ofendem. De resto opine a vontade sobre a postagem a produção ou ator em questão.

Imagens no Tumblr

Google+ Seguidores