Chat

30 de set de 2013

Maou





"I take your life forever, you take my life forever"

Sinopse :  Serizawa Naoto (Ikuta Toma) era um estudante imaturo e imprudente , acusado como principal suspeito do assassinato de Manaka Hideo (Takeuchi Toshi).

Para redimir seus atos , onze anos após o incidente , Naoto torna-se um policial dedicado a seu trabalho e esforçado em apagar sua antiga imagem , tornando-se um homem honesto e justo.




Um misterioso serial killer , identificado apenas sob o pseudônimo de "Amano Makoto" ,  começa a perseguir parentes , amigos e pessoas próximas a Naoto , primeiro entregando cartas de Tarô como uma espécie de profecia , e em seguida , lhes dá julgamento e sentença.

 Correndo contra o tempo e contando apenas com a ajuda de seus colegas da polícia e da vidente Sakita Shiori (Kobayashi Ryoko), ele tenta ao máximo evitar que as consequências de suas más ações do passado recaiam naqueles que ama.

Sem evidências concretas para incriminar o verdadeiro assassino e usando apenas o raciocínio dedutivo , Serizawa se perde em pistas falsas enquanto tenta decifrar o quebra-cabeça que pode fazê-lo alcançar seu invisível algoz.

Coincidentemente , os suspeitos dos casos de assassinato que Naoto investiga , de algum modo , tem a defesa ou a estranha e providencial presença do racional e implacável advogado Naruse Ryo (Ohno Satoshi).

Quem será ele ?





Pontos Positivos :  

Maou  é um dorama extremamente autêntico e  bem escrito .  O que gostei muito na narrativa , é a descoberta dos fatos e do envolvimento dos personagens , em pequenas doses ao longo dos episódios.
Outro fator positivo , ao meu ver , foi a abordagem dada aos dois protagonistas . Seguindo uma análise mais fria , ambos são vilões , cada um em seu contexto. Porém , ao nos aprofundarmos na trama , vemos que as coisas não são exatamente preto no branco , certo e errado , bem ou mal.   O que o enredo enfatiza é o fato de existirem escolhas e o quão dispostos estamos a ir quando tomamos uma decisão.

Além da carga emocional e dramática , mostra-se  todo o lado psicológico dos personagens e como lidar com traumas do passado e reavaliar conceitos como arrependimento e justiça.


O elenco é , na minha opinião , muito bom e todos souberam representar seus papéis e agindo como pessoas com aquele perfil , naquela situação, agiriam.  Principalmente Ikuta Toma e Ohno Satoshi que desenvolveram personagens opostos que , ao mesmo tempo que refletiam as duas faces da mesma moeda , se completavam e eram ironicamente parecidos e rodeados pelo mesmo senso de dualidade , dúvida e ambos , psicológicamente complexos.


No meu ponto de vista ,  a conclusão é excelente e não imagino um final melhor que aquele . Há de se notar que em muitas séries ou filmes similares , o desfecho tem algum lado vitorioso ou a solução milagrosa mas o que gostei em Maou  , foi o fato de , ainda que termine de uma forma um tanto inesperada e até mesmo Shakespeariana , o plano original é levado até o fim .



A trilha sonora é um dos pontos altos da série , pois as músicas traduzem bem a atmosfera sombria da trama e também pontuam bem os momentos dramáticos , como também o clímax dos atos de Makoto.

Quando assisti ao primeiro episódio , pensei que não haveria abertura e sim uma introdução rápida com o título. No entanto, fui surpreendido com a explosiva " Truth '' do Arashi.

 Tanto a letra quanto o arranjo e a melodia são muito boas e , para quem conhece o trabalho do grupo, ganha um significado diferente após assistir ao dorama. 

O clip é muito bom também . Explica bem a idéia principal da história e empolga bastante.   




Pontos Negativos :
Esse dorama não dá margem ao romance . O que existe é a reflexão na possibilidade de se permitir dar uma chance ao amor , mesmo que isso contrarie seu senso de dever. Por isso , acredito que o dorama talvez não cative  aqueles que torcem por um final mais feliz. 



Maou é um remake de uma história coreana , Mawang , de 2007 . É possível  que , aqueles que a viram , não se identifiquem com esta versão. Há algum tempo , a Jade fez uma sinopse sobre a obra original. Para quem quiser conhecê-la , leia  The Devil ( Mawang ).




Para quem quiser conhecer a versão original , para criar um paralelo , disponibilizo a abertura de Mawang :




Meu objetivo não é exatamente comparar as duas versões e sim incentivá-los a conhecê-las e perceber as diferentes nuances e intepretações de um mesmo roteiro.
O enredo aborda um lado mais sombrio , porém real , da sociedade e do caráter humano . O que nos faz pensar se somos mesmo capazes de tudo para atingirmos os nossos objetivos.
Não sei se exatamente é um fator negativo, considero mais como reflexivo mas o fato é que muitas vezes você vai torcer para que o vilão consiga concluir sua vingança e até concordar com as motivações dele.

Onde baixar :   Encontrei no  dramasfansfansub e , para quem prefere assistir online , tem completo no Youtube , legendado em espanhol.

 Conclusão : Existem doramas que colocamos em nossas listas mas , por termos outras prioridades , acabamos por deixá-las um pouco de lado. Mais tarde , sem opções , finalmente damos uma chance e pensamos : “ Minha nossa ! Como não assisti antes ? “ 
Foi o meu caso em relação a essa série. Quando minha sensei indicou , achei a sinopse interessante mas como tinha outros na lista, o deixei meio esquecido.
Novamente , como já aconteceu comigo outras vezes , fui surpreendido positivamente e gostei muito do enredo pois é um suspense e um thriller policial de primeira. Me arrisco a dizer que ,  Maou é o Death Note dos doramas e Amano Makoto , seu Light Yagami.
O que realmente me atraiu , foi que esta história é , de maneira proposital , aberta a nos fazer refletir pensar e discutir. Uns concordam com as ações de determinados personagens , outros não. Alguns aceitarão o arrependimento de  Naoto , outros não e assim em seus onze episódios cada personagem fará sua escolha e nos convidará a pensar nos nossos próprios conceitos e valores.
Gostei muito desse dorama e recomendo imensamente ! 

4 comentários:

  1. Foi o drama que vi após ver Hana Yori Dango, se eu não me engano ele substituiu ela, não sei... Mais gostei muito de Maou, achei cada episódio fabuloso e o final triste mais digno da serie, adorei o post Tasuki ^ ^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Gostei muito do dinamismo , do suspense e da complexidade , tanto do roteiro quanto dos personagens. Não uma resposta certa e indíscutível para o caso . Há sempre algo a ser discutido e pensado. Achei fantástico porque , só o fato da história me fazer refletir, já me mostrou que aproveitei o tempo com um entretenimento válido.

      Excluir
  2. Bom como eu vi Mawang primeiro, e as produções coreanas tem um Q de mais adultos do que os Japoneses, eu não consegui nem começar direito Maou. É apenas como eu vejo, a história é muito a lá Coreia a versão Japonesa não se encaixaria, teria tipo que ser uma grande produção e querendo ou não tem coisas que só os Japas fazem que é muito loko e tem coisas que só os coreanos fazem que é muito loko, histórias como HYD se encaixam mas histórias como Iljimae, Iris e Mawang jamais haveria uma versão que realmente bateria de frente com tais produções, assim como os coreanos jamais conseguiriam fazer uma versão de Gakusen ou Nobuta wo produce que batesse de frente. E penso isso por conta de ser uma história que está ligada e muito a cultura, e querendo ou não nessa parte eles são bem diferentes.
    Mas também concordo que as pessoas deveriam ver as duas versões talvez para concordar ou discordar de mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim , minha intenção ao apresentar a história original é justamente essa. Incentivá-los a conhecer as duas versões , não para comparações tolas mas sim vermos exatamente essa diferença cultural , as diferentes nuances que cada país tem ao retratar histórias e principalmente , nos permitirmos conhecer coisas diferentes e novas.

      Eu mesmo , ainda não assisti doramas coreanos mas logo o farei. Honestamente , você sente por Maou o mesmo que senti ao tentar assistir Boys Before Flowers . O ritmo da história é completamente diferente da versão japonesa e estava até prendendo a minha atenção mas ainda estava cativado por "Hanadan".

      Quando você puder , dê sim uma chance a esse dorama . Eu recomendo !

      Excluir

Os comentários são moderados para evitar palavrões e ofensa ao próximo, não impeço comentários que apenas vai contra a opinião de outros mas sim aqueles que ofendem. De resto opine a vontade sobre a postagem a produção ou ator em questão.

Imagens no Tumblr

Google+ Seguidores